pagpouco

Uma das dificuldades para vários solteiros, recém-casados e até aqueles que não têm paciência de fazer compras em supermercados é encontrar supermercados baratos. Contudo, uma alternativa tecnológica recém-chegada em Fortaleza pode ajudar os consumidores a economizar tempo e dinheiro durante as compras.

Casados há dois anos, o casal cearense Diego Peixoto e Sandara Brasil sentiam a necessidade de algum serviço que lhes informassem qual estabelecimento possuía o menor preço dos produtos que compravam mensalmente. Após uma procura na internet, Diego descobriu o PagPouco, um site que oferecia esse serviço e que iniciava o sistema de franquias. Impressionados com a facilidade da alternativa, o casal resolveu, então, trazer a novidade para Fortaleza, que já está disponível aos cearenses.

Segundo Diego, o aplicativo PagPouco pesquisa preço por produto, ou por lista de compras. Com o conhecimento dos descontos, a diferença no valor final das compras pode variar entre 30% e 40%. “Através do PagPouco.com, é possível adicionar produtos à lista e descobrir quais supermercados têm as melhores ofertas para realizar as compras. Também é possível cadastrar alertas de preços: sempre que um estabelecimento atingir o valor que o usuário quer pagar, a plataforma o avisa imediatamente”, explica.

Atualmente, já são 66 estabelecimentos cadastrados com preços atualizados constantemente. “Temos vários supermercados parceiros, e estamos recebendo contato de mais supermercados, pois com o Pagpouco eles conseguem aumentar o poder de divulgação para o consumidor. Caso o supermercado queira fazer parceria com o PagPouco e aparecer na lista ele poderá se cadastrar ou enviar um e-mail com seus dados pra gente”, afirma Diego.

Invenção

A necessidade que fez os cearenses buscarem a franquia para Fortaleza foi a mesma dos inventores do projeto. Segundo Diego, a ideia de criar o PagPouco surgiu num churrasco de amigos. “A startup foi criada pelos santistas Bruno Fernandes e Ricardo Forte em 2014, quando eles foram fazer um churrasco e tinham que comprar cerveja. Com isso, pesquisaram em quatro supermercados e perceberam que o melhor preço era o do primeiro supermercado que tinham visitado”.

Frustrados com a perca de tempo, eles resolveram numa conversa em seguir adiante com o projeto. “Eles ficaram tão decepcionados com essa experiência em 2014 que tiveram então a ideia de criar o pagpouco.com, que traz milhões de preços do varejo físico organizados de forma digital para o consumidor”, disse.

Hoje, o PagPouco já está em mais de 20 cidades do pais, incluindo as principais capitais, como São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e Fortaleza. No Brasil são mais de 80 mil usuários e em Fortaleza já são quase cinco mil em pouco mais de um mês.

(Por UOL) varejo, núcleo de varejo, retail lab, ESPM