ecommerce2-tec

O comércio eletrônico paulista registrou faturamento real (já descontada a inflação) de R$ 3,8 bilhões no primeiro trimestre de 2017, alta de 0,6% na comparação com o mesmo período de 2016.

Em 12 meses, o setor também acumulou avanço de 0,6%. É o que aponta pesquisa da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), feita em parceria com a Ebit.

Segundo a assessoria econômica da Federação, grande parte dessa recuperação pode ser atribuída ao Dia do Consumidor, celebrado em março. As vendas do setor no mês atingiram R$ 1,362 bilhão, a maior cifra já registrada para o mês desde 2013, início da série histórica. “A Entidade ressalta a crescente importância da data, visto que o faturamento do comércio eletrônico em março de 2017 superou em R$ 150 milhões a média do primeiro bimestre deste ano”, informa a nota da FecomercioSP.

FATIA DO BOLO

A participação do e-commerce nas vendas do varejo paulista ficou praticamente estável, ao passar de 2,7% nos primeiros três meses de 2016 para 2,6% no primeiro trimestre deste ano. Já o número de pedidos online no Estado atingiu 9,7 milhões, ante os 9,5 milhões registrados em janeiro, fevereiro e março do ano passado.

O tíquete médio real caiu 1,3% passando de R$ 394,93 no primeiro trimestre de 2016 para R$ 389,68 este ano.

(Por Mercado & Consumo) varejo, núcleo de varejo, retail lab, ESPM