Johnson-Johnson-Compensation

A fabricante de produtos de higiene pessoal Johnson & Johnson registrou queda de 0,8% no lucro líquido do primeiro trimestre, para US$ 4,4 bilhões, na comparação anual. A receita da companhia avançou 1,6% de janeiro a março, para US$ 17,8 bilhões, em relação ao mesmo período do ano passado.

Por segmento, o destaque positivo foram as vendas dos produtos de beleza, que subiram 11,6%, para US$ 981 milhões. Por outro lado, as vendas de produtos para bebês e de higiene bucal recuaram 5,8% e 6%, respectivamente.

A última linha do balanço da companhia foi afetada por ajustes relacionados à amortização de ativos, custos de restruturação e relacionados a aquisições, que reduziram o resultado da companhia em cerca de US$ 600 milhões.

As vendas da companhia, por outro lado, foram beneficiadas pelo aumento de 2,8% na receita das operações internacionais da companhia.

“Os resultados do primeiro trimestre da Johnson & Johnson estão em linha com nossas expectativas e estamos confiantes de que alcançaremos as projeções financeiras para 2017”, disse Alex Gorsky, presidente da companhia, em comunicado.

(Por Supermercado Moderno) varejo, retail lab, ESPM, núcleo de varejo