varejo-pior-resultado-sp

O comércio varejista do Brasil registrou queda de 1,9% nas vendas em março em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA), divulgado nesta segunda-feira (17). A retração é a menor desde julho de 2015. Porém, em termos nominais, sem descontar a inflação, houve alta de 1,4% nas vendas do mês passado na comparação anual. “O que ocorreu foi principalmente uma queda forte nos preços de 2016 para o primeiro trimestre de 2017, portanto o varejista ainda não viu sua receita recuperar o crescimento de anos anteriores”, explica Gabriel Mariotto, gerente da área de inteligência da Cielo.

Vendas dos Supermercados Puxou Queda
Ainda de acordo com a pesquisa, apenas as categorias de Turismo e Transportes, Drogarias e Farmácias e Vestuário não tiveram retração de vendas em março. O conjunto de setores com desempenho mais fraco de vendas em março foi o que comercializa bens não duráveis, impactado por retrações de vendas em Supermercados e Hipermercados, além de Postos de Combustíveis. “Além da retração, estes setores desaceleraram em março em relação ao ritmo de vendas de fevereiro”, afirma Cielo em comunicado. O índice ICVA é calculado com base nas vendas realizadas nos mais de 1,7 milhão de pontos ativos de máquinas de pagamento credenciados pela companhia.

(Por Giro News) varejo, núcleo de varejo, retail lab, ESPM